X
Menu
X

Marcus Vinícius D. Souza

Marcus Vinícius D. Souza

Link lattes:

Projeto de doutoramento: Exploração de enzimas e biossurfactantes livres e encapsulados em lipossomas para o controle de biofilmes microbianos em sistemas industriais de resfriamento de água.

Os biofilmes em equipamentos ou estruturas industriais, como torres de resfriamento de água, são geralmente tratados com biocidas como dióxido de cloro, cloro gás e peróxido de hidrogênio. Entretanto, estes biocidas têm sido dosados, o que pode levar a ineficiência do controle de biofilmes nas condições específicas em uma torre de resfriamento. Nessas situações, as doses podem estar acima do necessário, resultando em custos extras com biocidas, impactos ambientais desnecessários e aumento da corrosão por agentes oxidantes.

A resistência microbiana aos biocidas e seu impacto ambiental negativo ao ambiente são as principais razões para encontrar estratégias de controle dos biofilmes, e o emprego de enzimas e biossurfactantes apresenta-se como uma solução inovadora e eficaz para esta questão. Enzimas hidrolíticas como celulases, amilases, proteases, peroxidases e lipases têm sido utilizadas de forma eficaz para promover a degradação do EPS multiestrutural dos biofilmes e consequentemente, inibir o crescimento dos micro-organismos. Biossurfactantes podem interagir com a interface micro-organismo/superfície e podem afetar a adesão e desligamento da bactéria à superfície em questão, sem gerar danos ambientais, por serem biodegradáveis.

O desenvolvimento dos lipossomas de enzimas hidrolíticas e biossurfactantes para controle de biofilmes permitirá, além dos avanços no desenvolvimento tecnológico na área ambiental e industrial, a aplicação em outros sistemas que requerem o controle de biofilmes, como é o caso de reatores de membranas, sendo também possível extrapolar as estratégias para uso em questões de importância clínica. Embora esta estratégia seja promissora, a aplicação pode ser limitada, em parte devido aos altos custos quando comparados aos biocidas utilizados em escala industrial e a baixa acessibilidade a formulações comerciais de enzimas hidrolíticas de diferentes tipos. Neste sentido, torna-se relevante a padronização de estratégias de produção de enzimas e biossurfactantes a baixo custo e de grande eficácia no controle de biofilmes em sistemas industriais.

Orientadora: Vera Lúcia dos Santos

Share

vera